Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Di(ar)io de um louco

Viagens aos tormentos, às depressões, aos vazios, e ao drama! Ao amor, e à morte!

Di(ar)io de um louco

Viagens aos tormentos, às depressões, aos vazios, e ao drama! Ao amor, e à morte!

E todos, me abandonaram

É negado! A felicidade também me nega! Queria gritar aos céus. Queria sussurar aos Deuses, que acredito que me amam, e que eu não consigo contribuir. Agora, sozinho! É desconhecido o sítio que o Diabo me grita! Está frio. Em mim, só me vêm lágrimas. Sou tão fraco, queria ser forte. A minha alma, é sensivel. Com um rasgão, podem destruir o pequeno sentimento de amor e compaixão, que sinto pela humanidade. Porra! Quero ser feliz. Negam-me! Eu vou ali, e não quero voltar. Que seja o abismo. Quando estou só, a minha mente relembra e trás à tona lembranças e momentos que jamais deveriam ter acontecido. O Homem, por si, desde a criação é falho. Corrói e destrói o pequeno que tenho e quero dividir. Amanhã, quando as lágrimas me secarem e os sentimentos não falarem por mim, nós conversamos. Só não me neguem, não me abandonem, eu sou pequenino.

images.jpg

1 comentário

Comentar post