Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Di(ar)io de um louco

Viagens aos tormentos, às depressões, aos vazios, e ao drama! Ao amor, e à morte!

Di(ar)io de um louco

Viagens aos tormentos, às depressões, aos vazios, e ao drama! Ao amor, e à morte!

Astúcia do perdão

Hoje, voltei a sentir-me só. Senti uma energia negativa. A minha alma reconhece que estou podre, faminto, é depressivo. A minha religiosidade já não me salva! Clamo, e intercedo ao meu Deus nos dias bons! Salvei-me estou doente! Neste vazio que me cobre de profunda agonia, a minha companhia tem sido um velho quadro deixado por herança. Tem um olhar que me questiona. Ou talvez eu esteja louco. Durante a noite, não durmo! Entrego-me ao escuro e tão só sofrimento que me corrompe. E choro! Choro, grito, lamento-me, e por fim, vagueio pelos caminhos que não me levam a nenhum destino! Oh Deus, tu que és misericordioso, atenta à minha alma, ao meu choro, e ao meu sofrimento! Atenta e salva-me das chagam que endurecem o meu coração e tornam a minha alma fria. Frio como a própria presença do "Demo". Frio como um pai que perdeu o seu fruto, por herança do pecado que assola o mundo. Eu, venho redimir-me pelas insanidades praticadas contra o teu amor e misericórdia. Cuidem de mim... as forças abandonam-me, despedaçado pela falta de um perdão e de muito amor!