Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Di(ar)io de um louco

Viagens aos tormentos, às depressões, aos vazios, e ao drama! Ao amor, e à morte!

Di(ar)io de um louco

Viagens aos tormentos, às depressões, aos vazios, e ao drama! Ao amor, e à morte!

Amargura do amor

No último pesadelo, acordei diante de um vasto e vazio negro! Agonizou-me a alma, o Espírito e o desejo. A carne! Estavas ali à minha frente e nada pude fazer. Debrucei-me da amarra que não me permitia ser livre. Que não me permitia socorrer-te e ter-te! Assim como o Sarah clama pelas águas benditas do Nilo, o meu coração clama pela intercepção dos teus abraços, do teu olhar que alegrava as profundezas dos homens amarrados a si mesmo. Bela, depois de tanto tempo, só espero que não me tenhas esquecido e arrumada do baú de antiguidades! Nós, não somos hoje! Fomos fundados desde Cristo! Antes da dor e da alegria, já Deus nos tinha propositado à felicidade e à tristeza! Mas eu... socorram-me todos os santos e anjos. Eu não suporto este fardo. Tão pesado, que me amarga a consciência, o sorriso, e a vida! Sabes Bela, depois de acordar tudo continua negro, agonizante e frio. Um frio que me arrepia os sonhos, e faz com que eu caia. Sem forças!

Novo romance! Mantenham-se na curiosidade!

                     logo Chiado Editora.png

 

Quase a sair, deixo aqui umas "deixas" do meu novo romance. Espero que gostem!
 
"Anne, se choras, não é só a saudade que fala. Cada lágrima tua, clama por socorro. E colo! Correm na tua bela face, como uma despedida."
 
"Tornei-me um mar de emoções. Tenho a certeza, que a Terra não é eterna, pois a única eternidade que conheço, é o nosso amor, e a minha esperança de te ter novamente."
 
" Uma lágrima, tomava conta do seu dócil e ternuroso olhar. O olhar de um anjo!"
 
"Decidi desacreditar no amor, quando o próprio decidiu trair a minha pobre alma, e torná-la fria!"
 
"Como é que nós éramos tão felizes e agora, estamos os dois a penar num quarto, que aprisiona a minha alma e a tua juventude?"
 
"Abraça-me com palavras, para que não seja necessário tocar-te, e descobrir que os anjos existem. Faz isso eternamente..."