Viagens aos tormentos, às depressões, aos vazios, e ao drama! Ao amor, e à morte!

21
Dez 16

O cântico da Paz e da tristeza, entoa na minha alma como o toque de um sino. Todos os dias, acordo com a esperança de um Mundo melhor. Tenho percebido o propósito de tudo. Creio em Deus, como creio na realidade em que me fazes decifrar palavras que descreces num simples olhar. Cheio de mágoas, esperançoso, triste, e com saudade. Sou eu. A tristeza bate à porta. - O que queres? Voltas-te? Não tens vergonha? Fizeste-me chorar, fizeste-me desistir da vida. Porra, não mereço. Mas não! É mentira. A esperança falou comigo numa quarta-feira à noite. Como um avô fala para o seu neto. Cheio de amor, ternura, revoltado com a vida. A vida levou tudo o que tinha. E tu, tens sido a corda da minha alma, o rio de água viva que a minha felicidade produz. Nem sei como agradecer de te ter ao meu lado, de poder gritar às infindades e profundezas, que tenho esperança no Mundo. Sabes, a vida é amarga. Faz tropeçar e chorar. A vida, é um propósito, e eu vou acreditar que também o és. Porra! Escrevo-te, e choro. Há quinhentos anos, não poderia fazer-te o mesmo. Escrever uma carta. Nem teria dinheiro para os estudos. Um ramo de flores? Se a guarda real me apanha-se, podias vestir o luto, a morte seria certa. Mas seria majestoso. Nem sei que te diga. As lágrimas corroeram o bom que tinha. Tornei-me frio, embora não o pareça! Tinha um coração valente, enfrentava qualquer monstro do Cabo das Tormentas! Hoje, largo a espada que fazia de mim um guerreiro de humildade, e digo que desisto. Sabes, são os obstáculos da vida. Quando te vi, o meu coração sorriu. E chorou! Porque teme. Teme ser apunhalado, destroçado. E no meio de tudo, saberás que és a esperança e força, com que enfrento a vida. Essa destruidora! Cheira a morte, solidão. Mas eu, não vou desistir.

publicado por Ângelo Virtuosa às 16:23

Dezembro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
13
15
16
17

18
20
22
23
24

25
27
28
29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO