Viagens aos tormentos, às depressões, aos vazios, e ao drama! Ao amor, e à morte!

01
Set 16

Chega à rua, olha para o relógio. São oito horas, da manhã. Ainda há tempo de ir ver o Ângelo! O céu, está escuro, o Sol no seu majestoso brilho, envia os primeiros raios à Terra. Ao Porto! À cidade invicta! O telemóvel toca. Anne, apaga-se do Mundo. Fecha os olhos. Que céu tão claro! É o parque de Vila Flor. Em tempos escondera a mais bela e, apaixonante saga de amor do Universo! - Ângelo? Ângelo, olha para mim. Meu amor, há tanto tempo, Ângelo sorriu-lhe e partiu. De repente, tudo muda! Desconhece este lugar. Um vasto verde, nuvens em forma de anjo. A Natureza fala, alegra-se! Ao fundo uma ribeira. Água cristalina, peixes saltitam, o cheiro da flora. Sente-se tão bem, mas não mais do que estar acompanhada do Ângelo.

received_997776703608485.jpeg

publicado por Ângelo Virtuosa às 17:16
 O que é? |  O que é? | partilhar | favorito

Setembro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO